segunda-feira, setembro 28, 2015

SEGURA A ONDA, DORIAN GRAY




Hoje é meu aniversário: 46 anos!
E é assim que eu me sinto: cada vez mais bela, cada vez mais velha, cada vez mais linda.

Mas não da mesma forma que encarava esses conceitos quando tinha 20 ou 30 anos.
Desde que fiz 40 anos, encaro a vida com mais leveza, sem cobranças desnecessárias aos outros , principalmente, a mim mesma.

Se antes "dava um boi pra não entrar numa briga e uma boiada pra não sair dela", hoje dou o boi e a boiada para evitar conflitos desnecessários. Com isso, guardo energia para batalhar pelo que realmente importa.

Não perco mais o meu tempo fazendo mais do que posso para tentar agradar aos outros: aprendi a respeitar os meus limites, sem me sentir culpada por isso.

Continuo tentando fazer da simplicidade o meu modo de vida. Cansei de coisas complicadas, cansei de quem complica as coisas. E mais ainda: cansei de eu mesma complicar o que pode ser simples.

Sigo em frente, tentando demonstrar meus pensamentos e meu modo de ver a vida com sinceridade, mas sem perder a doçura. Porém, continuo humana: de vez em quando baixa um azedume, do qual me esforço para me livrar, e nem sempre consigo.

Hoje é dia de celebrar!
E de agradecer ao Eterno por sua intensa generosidade comigo, principalmente nos últimos tempos.
Ainda tenho muito chão pela frente, muito a conquistar... Mas consigo olhar para trás e entender o caminho que me fez chegar atá aqui. E olhar pra frente e ver que a estrada está apenas começando.

Então, vambora!


PS.: A frase da imagem que abre este texto é da música "Segura a onda, Dorian Gray", que pode ser ouvida aqui:






.

quinta-feira, janeiro 01, 2015

CONSELHOS PARA 2015 - Ed René Kivitz


Fim de um ano é sempre cheio de tradições: uma delas é fazer a famosa lista de metas para o ano que se inicia - e que geralmente não se cumpre.
Esta lista aqui foi feita pelo Ed René Kivitz, pessoa que eu conheço e admiro há muitos anos.
Não fui eu que fiz, mas como eu concordo com ela, vou considerá-la como minha.


Feliz 2015 para todos nós!


Conselhos para 2015
por Ed René Kivitz


#1
Não assuma compromissos do tipo "vou iniciar uma dieta", "vou começar alguma atividade física", "vou terminar o curso de inglês".  Esse tipo de coisa serve apenas para acumular culpa e frustração sobre os seus ombros.

#2
Não acredite nesse pessoal que diz que "sem meta você não vai a lugar algum". Pergunte a eles por que, afinal de contas, você tem que ir a algum lugar. Trate esses "lugares futuros imaginários" apenas como referência para a maneira como você vive hoje - faça valer a caminhada: se você chegar lá, chegou, se não chegar, não terá do que se arrepender. A felicidade não é um lugar aonde se chega, mas um jeito como se vai.

#3
Não faça nada que vá levar você para longe das suas amizades verdadeiras. Amizades levam um tempão para se consolidar e um tempinho para esfriar, pois assim como a proximidade gera intimidade, a distância gera esfriamento e fragiliza os vínculos.

#4
Não perca tempo discutindo religião, política e futebol. As paixões moram numa nuvem que os argumentos não alcançam.

#5
Não fique arrumando desculpas nem explicações para as suas transgressões. Quando cometer um pecado, assuma, e simplesmente diga "minha culpa, minha culpa, minha máxima culpa" e "fiz sim, me perdoe". Comece falando com Deus e não pare de falar até que tenha encontrado a última pessoa afetada pelo que você fez.

#6
Não faça nada que cause danos à sua consciência. Ouça todo mundo que você confia, tome as suas decisões e assuma as responsabilidades. Não se importe em contrariar pessoas que você ama, pois as que também amam você detestariam que você fosse falso com elas ou se anulasse por causa delas.

#7
Não guarde dinheiro sem saber exatamente para que o está guardando. Dinheiro parado apodrece e faz a gente dormir mal. Transforme suas riquezas em benefícios para o maior número de pessoas. É melhor perder o dinheiro que ocupa seu coração, do que o coração que se ocupa do dinheiro.

#8
Não deixe de se olhar no espelho antes de dormir. Caso você não goste do que vê, e isso se repita muitas vezes, não hesite em perder a noite de sono para planejar o que vai fazer na manhã seguinte. Ao se olhar no espelho ao amanhecer, lembre que com o sol chega também a misericórdia de Deus: a oportunidade de começar tudo de novo.

#9
Não leve mágoas, ressentimentos e amarguras para o ano que vem. Leve pessoas. Sendo necessário, perdoe ou peça perdão. Geralmente aos duas coisas serão necessárias, pois ninguém está sempre e totalmente certo. Respeite as pessoas que não quiserem fazer a mesma viagem com você.

#10
Não deixe de se perguntar se existe um jeito diferente de viver. Não acredite facilmente que o jeito diferente de viver é necessariamente melhor do que o jeito como você está vivendo. Concentre mais energia em aprender a desfrutar o que tem do que em desejar o que não tem.

#11
Não deixe o trabalho e a religião atrapalharem sua vida. Cante sozinho. Leia poesia em voz alta. Não tenha pressa de deixar a mesa após as refeições. Pegue crianças no colo. Ande sem relógio. Fuja dos beatos.

#12
Não enterre seus talentos. Nem que seu único tempo para usá-los seja de meia noite às seis. Ninguém deve passar a vida fazendo o que não gosta, se o preço é deixar de fazer o que se sabe. Útil não é quem faz o que os outros acham importante que seja feito, mas quem cumpre a sua vocação.

#13
Não crie caso com sua mulher. Nem com seu pai nem com sua mãe. Nem com seu irmão nem com sua irmã. Caso eles criem caso com você, faça amor, não faça guerra. O resto se resolve.

#14
Não jogue fora a utopia. Ninguém consegue viver sem acreditar que outro mundo é possível. Faça o possível e o impossível para que esse outro mundo se torne realidade.

#15
Não deixe a monotonia tomar conta do seu pedaço. Ninguém consegue viver sem adrenalina. Preste bastante atenção naquilo que faz você levantar da cama na segunda-feira: se for bom apenas para você, jogue fora ou livre-se disso agora mesmo. Caso não queira levantar da cama na segunda-feira, grite por socorro.

#16
Jamais se esqueça que a pessoa mais importante do mundo é aquela que está na sua frente. Não a que está no whatsapp, nem no facebook, nem no instagram.

#17
Não deixe de dar bom dia para Deus. Nem boa noite. Mesmo quando o dia não tiver sido bom. Com o tempo, você vai descobrir que quem anda com Deus não tem dias ruins, apenas dias difíceis.

#18
Não negligencie o quarto secreto onde você se encontra com seu eu verdadeiro e com Deus - ou vice-versa. Aquele quarto é o centro do mundo - o mundo todo cabe lá dentro, pois na presença de Deus tudo está e tudo é.

#19
Não perca Jesus de vista. Não tente fazer trilhas novas, siga nos passos dEle. O caminho nem sempre será confortável e a vista tão agradável, mas os companheiros de viagem são incomparáveis.

#20
Não caia na minha conversa. Aliás, não caia na conversa de ninguém. Faça a sua própria lista. Escolha bem seus mestres e suas referências. Examine tudo. Ouça o seu coração - geralmente é lai que Deus fala. Misture tudo e leve ao forno.

#21
Não fique esperando que sua lista saia do papel. Coloque o pé na estrada. Caso não saiba por onde começar, não tem problema. O sábio disse ao caminhante que "não há caminho; faz-se caminho ao andar".



Publicado originalmente em 2005, e levemente adaptado para hoje.
© 2014 Ed René Kivitz

.

terça-feira, dezembro 30, 2014

LET IT GO! E QUE VENHA 2015!



É bem provável que eu seja uma das poucas pessoas do planeta que não viu Frozen, a animação sensação de 2014. E não vi por vários motivos. O primeiro é que acho "Let it go!", a música tema, insuportável. E o segundo, porque mesmo achando a música insuportável, resolvi tentar ver o filme: não consegui aguentar nem 15 minutos. E olha que eu amo animações!

Mas mesmo assim, decidi que o meu lema para 2015 vai ser "Let it go!"
Lei it go, deixa ir, deixa pra lá!

Já tenho tentado viver essa filosofia há algum tempo; para usar uma palavra que está bem na moda, praticar o desapego. Mas não me refiro ao desapego que coisas materiais (eu não sou nem consumista, nem materialista; coisas materiais me dizem muito pouco, mas muito pouco mesmo).

Quero continuar me desapegando de situações, atitudes e pessoas que não me fazem bem. Tentar viver mais leve, continuar não guardando rancores. Entender que ciclos se abrem e se fecham. Que alguns sentimentos são intensos, mas podem ser passageiros. Guardar no coração bons momentos e deixar ir o que doeu, machucou, magoou.

Sim, eu sou uma pessoa de bem com a vida, que gosta de ver o lado positivo das coisas, que prefere o riso à lamentação, que ri de si mesma. Mas quem me conhece bem sabe que eu não sou como um bobo da corte que acha que é engraçado, lindo, maravilhoso, digno de risadas: tenho meus momentos de tristeza profunda, de descrença, de dor, de choro. Só que aprendi a não me deixar dominar por eles.

Um amigo uma vez me disse, em um contexto completamente diverso, uma frase que ouvi e guardei com carinho. É uma frase do Nietzsche, que diz mais ou menos assim: "Se você olhar longamente para um abismo, o abismo também olha para dentro de você". Eu não quero que um abismo tome conta da minha alma, do meu coração, dos meus pensamentos. Não vou olhar para a tristeza um segundo a mais do que ela merece.

Mas também não vou jogar fora a minha bagagem: foi ela que me trouxe até aqui, me fez ser quem eu sou. Mas posso deixá-la mais leve se deixar ir a dor e só guardar o ensinamento trazido por ela.

2014 foi um ano muito intenso para mim, e me deixou com um baú enorme de boas recordações. E algumas delas são tão boas que mesmo que o momento tenha passado, ainda me fazem sorrir só de lembrar. Foi um ano de conhecer gente nova, reencontrar velhos amigos,consolidar algumas amizades. Como isso me fez bem!

E me fez bem fazer 45 anos. Olhar para trás e perceber o caminho que percorri até aqui. Olhar para frente e ver até onde eu quero ir - e saber que depois daquela curva ali na frente, tem mais um caminho que eu ainda não sei qual é. Olhar para o espelho e ver que o brilho nos olhos veio para ficar. Olhar para dentro e ver que a menina ainda mora aqui.

O melhor de tudo: termino 2014 sem arrependimentos dignos de nota. Vivi esse ano de forma consciente, em paz comigo e com os meus sentimentos, talvez como eu nunca tenha percebido antes.

O saldo de 2014 é positivo, com toda certeza.
E sei que o "Let it go!" tem muito a ver com isso.

Muito obrigada, 2014!
Muito obrigada por cada um que passou/cruzou/se fez presente em algum momento da minha caminha desse ano.

E que venha 2015!



.

domingo, setembro 28, 2014

Countdown 4.5

Esse ano fiz uma contagem regressiva para o meu aniversário formada por frases que gosto. Foram 45 posts no Facebook, que resolvi colocar aqui de uma vez só.

1-45 "Ninguém mais do que eu amava as palavras. Ao mesmo tempo, porém, eu tinha medo da escrita, tinha medo de ser outra e, depois, não caber mais em mim." Mia Couto, em A Confissão da Leoa

2-45 "Comovo-me em excesso, por natureza e por ofício. Acho medonho alguém viver sem paixões." Graciliano Ramos

3-45 "Para o amor, um banco de praça já basta, ou ficar na frente de um portão, ou uma xícara de café. Amor mesmo é um filme de baixo orçamento." Fabrício Carpinejar

4-45 "Às vezes o acaso fica preguiçoso. Quando isso acontece, é necessário o acaso provocado..." Chico Buarque, em Amor em 4 Atos

5-45 "A solidão não é viver só, a solidão é não sermos capazes de fazer companhia a alguém ou a alguma coisa que está dentro de nós, a solidão não é uma árvore no meio duma planície onde só ela esteja, é a distância entre a seiva profunda e a casca, entre a folha e a raiz." José Sarmago, em O Ano da Morte de Ricardo Reis

6-45 "Para o desejo do meu coração, o mar é uma gota." Adélia Prado

7-45 "Poucos sabem, entretanto, que é a saudade que torna encantadas as pessoas. A saudade faz crescer o desejo. E quando o desejo cresce, preparam-se os abraços." Rubem Alves, em A menina e o pássaro encantado

8-45 "Sobre o nada eu tenho profundidades. Não tenho conexões com a realidade. Poderoso para mim não é aquele que descobre ouro. Para mim poderoso é aquele que descobre as insignificâncias (do mundo e as nossas). Por essa pequena sentença me elogiaram de imbecil. Fiquei emocionado e chorei. Sou fraco para elogios." Manoel de Barros, em Tratado Geral das Grandezas do Ìnfimo

9-45 "Amar não é aceitar tudo. Aliás, onde tudo é aceito, desconfio que há falta de amor." Maiakovski

10-45 "A compaixão pelos animais está intimamente ligada à bondade de caráter, e pode ser seguramente afirmado que quem é cruel com os animais não pode ser um bom homem.”  Arthur Schopenhauer

11-45 “Florir na primavera é fácil, todas as condições estão favoráveis. Bonito é florir no inverno, como o Ipê. Amores verdadeiros são como suas flores, nascem em condições adversas para colorir o frio.” Lucas Lujan  

12-45 “Fiquei alegre também: choro quando choram perto de mim, mas se começam a voar, saio voando junto.” Lygia Fagundes Telles

13-45 “Tenho medos bobos e coragens absurdas.” Clarice Lispector

14-45 “Refreia as tuas paixões, mas toma cuidado para não dar rédeas soltas à tua razão.” Karl Krauss

15-45 “Não se mate, Carlos, sossegue; o amor é isso que você está vendo: hoje beija, amanhã não beija, depois de amanhã é domingo e segunda-feira ninguém sabe o que será.” Carlos Drummond de Andrade

16-45 “Recria tua vida, sempre, sempre. Remove pedras e planta roseiras e faz doces. Recomeça. Faz de tua vida mesquinha um poema.” Cora Coralina 

17-45 “É preciso ter um caos dentro de si para dar à luz uma estrela dançarina.” Nietzsche

18-45 “Falamos em ler e pensamos apenas nos livros, nos textos escritos. O senso comum diz que lemos apenas palavras. Mas a ideia de leitura aplica-se a um vasto universo. Nós lemos emoções nos rostos, lemos os sinais climáticos nas nuvens, lemos o chão, lemos o Mundo, lemos a Vida. Tudo pode ser página. Depende apenas da intenção de descoberta do nosso olhar. Queixamo-nos de que as pessoas não leem livros. Mas o déficit de leitura é muito mais geral. Não sabemos ler o mundo, não lemos os outros.” Mia Couto, em
“E se Obama fosse africano?

19-45 “O correr da vida embrulha tudo. A vida é assim: esquenta e esfria, aperta e daí afrouxa, sossega e depois desinquieta. O que ela quer da gente é coragem.” Guimarães Rosa

20-45 “O segredo não é criar um espaço para Deus acima ou fora da vida diária. O segredo está em aprender a abrir os olhos para a santidade e a natureza sagrada da vida – que inclui a família, os amigos, os vizinhos, o dinheiro, a respiração, o sexo, o trabalho, o lazer, a comida, o vinho.” Rob Bell, em “Quem é Deus, afinal?”

21-45 “O que é um absurdo? O mundo de cada um é sempre lógico do seu ponto de vista.” Rubem Alves,em Filosofia da Ciência

22-45 “Você nunca está velho demais para ter um novo objetivo ou sonhar um novo sonho.” C. S. Lewis

23-45 “Busco a doçura profunda, a que nunca ninguém viu e cuja existência não pode ser posta em causa, pois é a ela que devemos a beleza perfumada dos jacintos, a luz nos olhos espantados dos animais e tudo o que, sobre a terra e nos livros, há de bom.” Christian Bobin, em Ressuscitar

24-45 “...se deixou levar por sua convicção de que os seres humanos não nascem para sempre no dia em que as mães os dão à luz, e sim que a vida os obriga outra vez e muitas vezes a se parirem a si mesmos.”  Gabriel Garcia Marquez, em “O amor nos tempos do cólera"

25-45 “Gosto de palavras na cara. De frases que doem. De verdade ditas (benditas!). Sou prática em determinadas questões: ou você quer ou não.” (atribuído a Rachel de Queiroz)

26-45 “Se cada dia cai, dentro de cada noite há um poço onde a claridade está presa. Há que sentar-se na beira do poço da sombra
e pescar luz caída com paciência.” Pablo Neruda

27-45 “Meu tempo tornou-se escasso para debater rótulos; quero a essência, minha alma tem pressa.” Rubem Alves

28-45 “Uma coisa eu aprendi na vida. Quem tem medo da infelicidade nunca chega a ser feliz.” Mia Couto, em “Venenos de Deus, remédios do Diabo”

29-45 “Quando aprendemos a viver, a própria vida é a recompensa.”  Harold Kushner,em “Quando tudo não é o bastante”

30-45 “Pois lhe digo, minha Dona. É uma pena a senhora andar por aí fatigando seus olhos pelo mundo. Devia era, logo de manhã, passar um sonho pelo rosto. É isso que impede o tempo e atrasa a ruga.” Mia Couto,em “Mar me Quer”

31-45 “Porque a vida só é possível reinventada.” Cecília Meireles,em “Reinvenção”

32-45 “De vez em quando Deus me tira a poesia. Olho pedra, vejo pedra mesmo.” Adélia Prado

33-45 “Tudo é loucura ou sonho no começo. Nada do que o homem fez no mundo teve início de outra maneira - mas já tantos sonhos se realizaram que não temos o direito de duvidar de nenhum.” Monteiro Lobato

34-45 “Desistir? Eu já pensei seriamente nisso, mas nunca me levei realmente a sério; é que tem mais chão nos meus olhos do que o cansaço nas minhas pernas, mais esperança nos meus passos, do que tristeza nos meus ombros, mais estrada no meu coração do que medo na minha cabeça.” (atribuído a Cora Coralina)

35-45 “A recompensa de uma boa ação é geralmente ter de fazer uma outra boa ação, mais difícil e melhor.” C. S. Lewis, em ”O Cavalo e seu Menino”,de “As Crônicas de Nárnia”

36-45 “As pessoas mais bonitas que conhe-cemos são aquelas que conheceram a derrota, passaram pelo sofrimento, lutaram, enfrentaram perdas, e, ainda assim, encontraram o caminho para fora das profundezas. Essas pessoas têm uma apreciação, uma sensibilidade e uma compreensão da vida que as preenche com gentileza, compaixão e uma profunda preocupação amorosa. Pessoas bonitas não acontecem por acaso.” Elisabeth Kübler-Ross

37-45 “Não era de água a sua sede. Queria palavras. Não dessas de uso e abuso, mas palavras tenras como o capim depois da chuva. Essas de reacender crenças.” Mia Couto

38-45 “A maior riqueza do homem é a sua incompletude. Nesse ponto sou abastado. Palavras que me aceitam como sou - eu não aceito. Não aguento ser apenas um sujeito que abre portas, que puxa válvulas, que olha o relógio, que compra pão às 6 horas da tarde, que vai lá fora, que aponta lápis, que vê a uva etc. etc. Perdoai. Mas eu preciso ser Outros. Eu penso renovar o homem usando borboletas.”
Manoel de Barros

39-45 “O conhecimento é passivo, intelectual; o sofrimento é ativo, pessoal. Nenhuma resposta intelectual solucionará o sofrimento. Talvez seja por isso que Deus enviou o seu próprio Filho, como uma das respostas à dor humana, para experimentá-la e absorvê-la dentro de si.” Philip Yancey,em Decepcionado com Deus

40-45 “Arre, estou farto de semideuses! Onde é que há gente no mundo?” Fernando Pessoa / Álvaro Ramos, em “Poema em linha reta”

41-45 “Sou feliz só por preguiça. A infelicidade dá uma trabalheira pior que doença:é preciso entrar e sair dela, afastar os que nos querem consolar, aceitar pêsames por uma porção da alma que nem chegou a falecer.” Mia Couto, em “Mar me quer”

42-45 “O que torna bonito o deserto é que em algum lugar ele esconde poços.” Antoine de Saint-Exupéry

43-45 “O caminho que eu escolhi é o do Amor. E não importam as dores, as angústias nem as decepções que vou ter que encarar; eu escolhi o caminho do amor, e escolhi ser verdadeiro. No meu caminho, o abraço é apertado, o aperto de mão é sincero. Por isso não estranhe a minha maneira de sorrir, de te desejar o bem; eu sou aquela pessoa que acredita no bem, que vive e anseia pelo bem.” P. R. Gaefke

44-45 “Certos pensamentos são como orações; há momentos em que, seja qual for a posição do corpo, a alma está, sempre, de joelhos.” Victor Hugo, em “Os miseráveis”

45-45 “Resta quanto tempo? Não sei. O relógio da vida não tem ponteiros. Só se ouve o tique-taque... Só posso dizer:"Carpe Diem" - colha o dia como um morango vermelho que cresce à beira do abismo. Quem sabe que o tempo está fugindo descobre, subitamente, a beleza única do momento que nunca mais será.” Rubem Alves









sábado, agosto 02, 2014

SARTRE, POR RUBEM ALVES



"Entre as muitas coisas profundas que Sartre disse, essa é a que mais amo: 'Não importa o que fizeram com você. O que importa é o que você faz com aquilo que fizeram com você.' Pare. Leia de novo e pense. Você lamenta essa maldade que a vida está fazendo com você? Se Sartre está certo, essa maldade pode ser o lugar onde você vai plantar o seu jardim."

Rubem Alves


.
Related Posts with Thumbnails